Diante da situação de Pandemia, que exige medidas especiais, a D&A alerta a seus clientes sobre eventuais atrasos na entrega das mercadorias, devido aos reflexos de paralização de fornecedores e prestadores de serviço envolvidos na confecção e distribuição dos produtos.

Estamos fazendo o possível para que tudo ocorra dentro da normalidade e para atendê-lo da melhor forma.

FONTE: G1 JORNAL NACIONAL – 24/04/2014

Papa Francisco entrou em procissão e celebrou a missa em português. “Criou os fundamentos de uma nação inteira”, declarou o Papa.

Assista a matéria completa no Globo Play.

O Papa Francisco celebrou, nesta quinta-feira (24), uma missa em ação de graças pela canonização do padre José de Anchieta.

O santo que nasceu em solo espanhol, viveu em Portugal e ajudou a fundar a nação brasileira foi apresentado na sala de imprensa do Vaticano pelo presidente da CNBB, Dom Raimundo Damasceno e pelo arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer.

As qualidades do missionário jesuíta do Século XVI foram lembradas pelos dois cardeais.

Anchieta foi canonizado dia 3 de abril por um decreto do Papa Francisco, que nesta quinta-feira (24) dedicou a ele uma celebração em uma igreja do criador da Companhia de Jesus.

Uma pequena multidão esperava o Papa em frente à Igreja de Santo Inácio de Loyola, em Roma. Francisco veio rezar a missa para São Jose de Anchieta, considerado o terceiro santo brasileiro.

Entre a euforia do povo na rua e a emoção dos cantos e da arte barroca, o Papa Francisco entrou em procissão. Celebrou a missa em português.

Na homilia usou a sua língua pátria, o espanhol, a mesma do santo jesuíta. E saudou o apóstolo do Brasil, como ficou conhecido o defensor dos índios.

“Ele nunca estudou teologia ou filosofia. Era apenas um garoto, e criou os fundamentos de uma nação inteira”, declarou o Papa Francisco.

Ver matéria original

Deixe uma resposta